24/03/15

"O site "

Boa noite !!!!

Acabo de receber a noticia que nosso site esta no ar !!!!


Além de alguns textos e reflexões sobre o tema psicologia, também temos a apresentação da Clinica e das profissionais que aqui atuam além de mim: a Psicóloga Angélica Cubas Duarte e a Psicopedagoga Etelvina Maria. 


Venha nos fazer uma visita : www.psicologiaubatuba.com.br




19/03/15

Em breve "o site"

Bom dia !!!!

Ando meio sumida do blog....afinal estou com um novo projeto: o site da Clinica que vai ao ar ainda este mês de março !!!!

Aguardemos as novidades....

Abração pra todos !!!

23/01/14

ESPONTANEIDADE PERDIDA




Como psicóloga psicodramatista sempre me pego buscando a espontaneidade perdida de cada cliente, seja adolescente ou adulto que vem em busca da psicoterapia. Quando... em qual momento... em qual relação, esse sujeito deixou de ser ele mesmo e passou a ser o quê a sociedade (e todos aqueles que a constituem: família, escola, comunidade religiosa ou ambiente de trabalho) exigiu que ele abandonasse o seu "Eu Espontâneo".

Mas percebo que há uma certa confusão sobre o significado de ser espontâneo , e o confundem com espontaneísmo. Vários clientes me respondem: "não posso fazer tudo o que vem a minha cabeça ou fazer tudo o que me der vontade, e depois me arrepender...". Respondo, que eles acabaram de me descrever o espontaneismo!

Segundo J.L.Moreno, " A raiz da palavra "espontâneo" e seus derivados é o latim sponte, com o significado de "por livre vontade". A espontaneidade tem a tendência inerente para ser experimentada por um indivíduo como seu próprio estado, autonômo e livre - isto é, livre de influências exteriores e de qualquer influência interna que ele não posso controlar. Para o indíviduo, pelo menos, tem todas as características de uma experiência LIVREMENTE produzida. A espontaneidade  também é a capacidade de um indíviduo para enfrentar adequadamente cada nova situação. Ela (a espontaneidade) não é apenas o processo dentro da pessoas mas também o fluxo de sentimentos na direção do  estado de espontaneidade de uma outra pessoa. Do contato entre os dois estados de espontaneidade que, naturalmente, estão centrados em duas pessoas diferentes, resultado uma situação interpessoal."

Em outras palavras: espontaneidade é a resposta certa, na hora certa! Sem conflito emocional, sem arrependimentos. Também não é baseada num impulso irracional, mas na realidade interna de cada ser humano.


Analise o quanto você tem sido espontâneo no seu dia a dia e não se surpeenda se muito pouco ou quase nada seja relamente...você. Pra nos adaptarmos a vida em sociedade vamos nos moldando , nos adaptando ao Outro e perdendo a essência do nosso EU.

A psicoterapia psicodramatista, também conhecida como Psidrama Bi-pessoal, tem este foco: juntos, a partir da relação télica entre psicólogo e cliente, encontramos a espontaneidade perdida...
 


05/01/14

CONSULTÓRIO

Rua Cunhambebe, 351, sala 24, 2º andar, Edíficio Office Center, CENTRO,UBATUBA

Tel.: (12) 3833.8462  
Cel.: (12) 99794.8776 vivo


Horário de Atendimento: 

De segunda á sexta-feira - das 8 horas ás 21 horas


E-mail: valeria_correasp@hotmail.com


A equipe de profissionais da Clinica de Psicologia Valéria Corrêa oferece atendimento clinico:
  • Psicoterapia para Crianças;
  • Psicoterapia para Adultos;
  • Psicoterapia para Adolescentes;
  • Psicoterapia para Casais;
  • Psicoterapia Familiar;
  • Sexualidade;
  • Avaliação Psicológica;
  • Seleção e Recrutamento de Pessoal;
  • Orientação Vocacional;
  • Psicodiagnóstico Infantil;
  • Orientação de Pais;
  • Dependências Químicas e Compulsões;
  • Psicoterapia Breve;
  • Psicopedagogia Clinica  além de
  • Palestras sobre temas da área.

12/12/13

Raiva - 2

Pessoas que tem alto nível de raiva voltada para dentro, frequente sentem intensos sentimentos de raiva, mas tendem a reprimí-los em vez de expressá-los, de forma fisica ou verbal. Por não permitirem-se expressar tais sentimentos, sentem-se injustiçados pelos outros e frustram-se com facilidade.




Pessoas com grande intensidade de raiva pra fora, frequentemente experimenciam  a raiva e a expressam através de comportamento agressivo dirigido a outras pessoas, animais ou objetos, através de atos físicos, tal como bater portas, quebrar objetos ou agrediir uma pessoa; ou na forma verbal por meio de críticas, sarcasmo, insultos, ameaças e uso extremo de palavrões.





Pessoas que tem um temperamento raivoso tendem a expressar sua raiva com pouca provocação, costumam ser altamente sensíveis a críticas, afrontas e avaliações negativas. Frequetemente são impulsivos e lhes falta o controle da raiva, e por isso mesmo, tendem a não serem rancorosos e vingativos.


Que tipo de raiva você sente ? Quando sente ? De que forma você expressa esse sentimento? Já pensou nisso ?


Enfim, a raiva é um sentimento natural, que toda pessoa experiencia, desde bebê até o fim da sua vida, em momentos diferentes e em graus diferentes. Ela pode trazr consequências externas, como por exemplo, quando alguém perde o controle e fere alguém; como quando alguém tem uma discussão mais acolarada no ambiente de trabalho e é demitido. Pode trazer consequências sérias para aquele que sente a raiva, ao desenvolver várias doenças somáticas ( as cardiopatias e as doenças do sistema digestivo estão intimamente ligadas a raiva pra dentro).  Porém, se bem canalizada, ela se transforma em ASSERTIVIDADE, que é quando o sujeito canaliza e  transforma o sentimento de raiva num impulso que o impele a enfrentar obstáculos  e desafios que estejam no caminho que os leva a alcançar seus objetivos e metas.






Baseada nos escritos de : Charles D.Spilberger



 







 


10/12/13

RAIVA ? QUE SENTIMENTO É ESTE ? - 1




"A experiência da raiva é conceituada como tendo dois componentes principais: estado e traço de raiva.

O estado de raiva é definido como um estado emocional caracterizado por sentimentos subjetivos que variam de intensidade, que vai desde um leve aborrecimento ou irritação até a fúria intensa e cólera. O estado de raiva é geralmente acompanhado por tensão muscular e excitação. A intensidade do estado de raiva varia em função da injustiça percebida, ataque ou tratamento injusto pelos outros e frustrações resultantes de obstáculos ao comportamento dirigido a um objetivo.

O traço de raiva é definido como a disposição de perceber uma gama diversa de situações como desagradáveis e frustradoras e a tendência a reagir a tais situações com elevações mais frequentes no Estado de raiva. Os indivíduos com um traço de raiva muito alto experienciam o estado de raiva mais frequentemente e com maior intensidade do que indivíduos com um traço de raiva baixo.


  • A expressão da raiva é conceituada como tendo três componentes principais. Primeiro: a expressão da raiva em relação a outras pessoas ou objetos no meio (Raiva pra Fora;
  • Segundo:  é a raiva dirigida PRA DENTRO, ou seja, a repressão dos sentimentos de raiva e
  • Terceiro: Diferenças individuais no grau em que uma pessoa tenta controlar a expressão da raiva constituem o terceiro componente da expressão da raiva."

 Fonte: Charles D. Spielberger

20/11/13

NEUROSE E PSICOTERAPIA







Os transtornos neuróticos são estáveis e duradouros e apesar do sofrimento psíquico e somático que ocasionam ,mas não chega a impedir as relações interpessoais ou dificultar o exercício profissional. Não se perde a capacidade de julgar os fatos, não há confusão mental, delírios ou alucinações. Os conflitos neuróticos são conflitos internos; sua origem e elaboração estão no inconsciente, baseados em regressão ou fixação em fases anteriores da existência da pessoa. A neurose indica que um conflito infantil não foi resolvido. Por isso, a psicoterapia parte da investigação da história vivencial das épocas precoces do desenvolvimento infantil daquele indíviduo. Quando este conflito infantil vem a tona, vêm ao consciente, ele pode ser elaborado e resolvido.


A neurose não é percebida por outras pessoas, além daquele que sofre com ela.  Não é necessário o uso de medicamentos para controle ou tratamento. A Psicoterapia, individial ou de grupo, oferece grande auxilio na conscientização e tratamento das neuroses, minimizando o sofrimento do paciente, que pode viver sua vida de forma mais plena e feliz.